<

 

“A vacinação é a pedra fundamental da prevenção” – é desta forma que a OMS (Organização Mundial da Saúde) define os benefícios da vacinação corporativa, tendo em vista a prevenção em relação à cura (ou o ato de remediar).

Ao vacinar-se, o sistema imunológico será estimulado a produzir anticorpos contra vírus ou bactérias, dando ao colaborador sua devida proteção contra determinadas doenças. Ao passo que estes microrganismos estarão em contato com o organismo deste indivíduo vacinado, o sistema imunológico estará pronto para defende-lo, evitando-se pequenos surtos, seja dentro de ambientes fechados como empresas e escolas.

A vacinação reduz morbidade e mortalidade, compreendendo que, os níveis de absenteísmo – ou seja, a falta do colaborador ao ambiente de trabalho é um fator que, comprovadamente, prejudica a dinâmica do ambiente de trabalho, assim como prejudica proporcionalmente a produtividade da empresa, como um todo. Dentre as diversas causas de ausência, a que mais se destaca são os problemas relacionados à saúde. Estudos apontam que, mais de 50% das faltas, estão diretamente relacionadas a problemas de saúde. Portanto, a vacinação corporativa representa uma grandiosa redução de custos, gerando uma redução de custos indiretos. Ou seja: é um investimento que vale a pena!

Afim de garantir que haja esta redução de custos decorrentes do absenteísmo, entendamos um pouco mais sobre como este processo interfere na cadeia corporativa:

Porque, então, apoiar esta ideia?

Uma vez que há redução de custos no Sistema de Saúde, com relativa queda nas consultas, exames e internações por parte dos colaboradores, haverá uma significativa redução do Absenteísmo (Falta) e Presenteísmo (Produtividade).

Logo, os resultados estarão intimamente ligados a estas situações que transformam o colaborador em uma peça fundamental e saudável para a corporação – melhorando a imagem institucional da companhia, trazendo uma responsabilidade social que indica uma melhora significativa na qualidade de vida de seus colaboradores – diminuindo os fatores de riscos atrelados à saúde, ampliando as possibilidades de aumento nos níveis de satisfação do colaborador perante a empresa e minimizando os riscos de impacto financeiro, garantindo uma boa imagem corporativa perante a sociedade.